Menu


Após críticas do pastor Eurico na Câmara, Xuxa chora e ouve pedido de desculpas

08 OUT 2013
08 de Outubro de 2013
A polêmica declaração do deputado federal pastor Eurico (PSB-PE) sobre Xuxa Meneghel levou a apresentadora às lágrimas na tarde desta quarta-feira, 21 de maio.

Xuxa participava de uma sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados como defensora da Lei da Palmada, que prevê punição a pais que forem denunciados por castigarem fisicamente seus filhos.

Durante a sessão, o pastor Eurico atacou a apresentadora, dizendo que ela havia cometido “a maior violência contra as crianças em um filme pornô” de 1982, onde ela contracenava numa cena de sexo com um menino. A reação de Xuxa foi fazer um sinal de coração com as mãos na direção do parlamentar.

Desconfortáveis com a crítica, os colegas de partido do pastor o removeram da CCJ, e se apressaram para pedir desculpas à “Rainha dos Baixinhos”. “Eu quero me desculpar muito. Em meu nome, do meu partido e em nome do Eduardo Campos. O deputado [pastor Eurico] não será mais titular da comissão e o que ele diz de jeito nenhum representa o que pensa a bancada. Desculpe, me desculpe, de coração”, afirmou o deputado Julio Delgado (PSB-MG), demonstrando clara preocupação de que o episódio recaia sobre a candidatura do ex-governador Eduardo Campos à presidência da República.

Xuxa ouviu atentamente o pedido de desculpas, mas não conteve o choro: “Olha, a minha mãe é evangélica, outras pessoas na minha família são evangélicas. Eu sei que isso não é uma coisa dos evangélicos, mas, individual, só daquela pessoa”, afirmou, demonstrando indignação com a fala do pastor Eurico.
Voltar


Tenha você também a sua rádio